O que você achou da capa do livro "Memórias de um adolescente"

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Um 2009 melhor


Esse ano foi marcado pelo caos
e não acredito que 2009 será diferente
Estamos, enfim, implodindo.
Bom, então... pra 2009
desejo paz
acima de tudo
paz
porque não há lugar no mundo hoje
em que alguém possa andar tranquilo na rua
implosão, guerra, morte
As imagens de 2008 ainda estão nítidas,
e ainda arrancam lágrimas.
Então,
vamos tentar um 2009 melhor
e quem sabe tirar o mundo do Estado de Sítio.

Feliz 2009 a todos

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Maldito Aedes


38º
dor
hospital
soro
casa
cama
amor
chá
TV
Tédio
Dengue.

quarta-feira, 24 de dezembro de 2008

Grinch...



Quem frequenta o blog a mais de um ano sabe o quanto eu "AMO" o natal.
Então vai aí uma musiquinha que expressa exatamente o que é o natal nos dias de hoje...

My Christmas List - Simple plan

"Papai Noel está vindo hoje à noite
E eu quero um carro e eu quero uma vida
E eu quero uma viagem de primeira classe para o Havaí
Eu quero pacotes de salgadinhos para a vida toda e tortas de
esquimós
Eu quero um DVD, uma TV com tela enorme...

Só me traga coisas que não preciso
Porque agora é Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
Então não pare de gastar...
Eu quero um milhão de presentes, é isso ai...
Não esqueça a minha lista de Natal hoje à noite
Porque agora é Natal!

Alguém pode me tirar daqui
Ou me dar uma máquina do tempo para me levar
Direto para meia noite, eu ficarei bem!
Eu quero uma garota na minha cama que sabe o que faz
Um Playstation 2
e quero sair gastando dinheiro com compras
Na cidade de Nova York

Eu queria poder pegar esse dia
E fazer ele durar para sempre
E não importa o que eu ganhar hoje à noite
Eu quero mais...
É Natal e eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
É Natal e eu quero tudo agora

Eu quero tudo
Eu simplesmente não consigo esperar
Então não pare de gastar...
Eu quero um milhão de presentes, é isso ai...
E eu não consigo esperar até meia noite
Não esqueça a minha lista de Natal hoje à noite

Porque agora é Natal
e eu não posso esperar pelo natal"




Natal deixou de ser uma festa cristã a muito...
Por isso, Feliz Presente. Feliz nova roupa. Feliz brinquedo novo. Feliz dinheiro no bolso. Feliz ceia. Feliz família reunida.
Comemorem as coisas que realmente são feitas no natal, porque o nascimento de cristo mais uma vez vai passar despercebido.

E mais, só fazer uma oração e colocar um presépio no canto da sala não diz nada.

Quantas pessoas estão passando fome neste momento? Quantas pessoas não tem onde viver? Quantas pessoas não tem nada?
Então, ao invés de dar presente pra toda a sua família, porque você não dá pra estas pessoas? Vamos todos abrir mão de nossos preciosos presentes e vamos doá-los.

É claro que isso não vai acontecer...

eu encaro o natal como uma festa qualquer. Por que se for encarar como o nascimento de Cristo, eu não vou consigo dormir a noite, pensando na quantidade de hipocrisia que esta data traz.

Falsidade Reina nesse mundo Insano.


Sim, I'm the Grinch to stolen Christmas.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Amolize





Você me abraça e
o tempo é só meu.
Alguém aí, tem uma câmera?
Registrem a cena,
porque pra mim está tudo lento.
Olhar nos seus olhinhos cor-de-mogno,
tão de perto,
enquanto nos beijamos.
Ah, o balanço dos nossos corpos,
tão suave...
gosto mesmo de você,
do jeitinho que você é...
Basta me distrair um pouco,
e já estou eu de novo,
pensando nessa sua cara de sono,
na voz doce que sai de sua boca,
que sempre me diz coisas
tão intensamente malucas.
Nós dois somos iguais,
e é por isso que eu fiquei aqui.
Somos como um manual de instruções
para uma máquina imprevisível,
cujos sonhos são decifrados
por nossas almas gêmeas.
Você sabe exatamente
daquilo que eu gosto...
E quando você me abraça,
meu mundo se transforma,
esqueço os meus problemas e tudo
começa a andar devagar,
como em um filme em câmera lenta.
É... eu acho que eu gosto mesmo de você.
Acho não. Tenho certeza.


Ouvindo: Equalize - Pitty
Pensando: Bárbara (Eu te amo)

sábado, 13 de dezembro de 2008

Society - Eddie Vedder



Não há palavras para descrever esta música.
Simplesmente perfeita. É música tema do filme "Into the Wild"(Na natureza selvagem) que é excelente.

Assistam, vocês se impressionarão.
Merecia o Oscar.
Baixem a música e ouçam acompanhando a letra
é chocante.

"Sociedade - Eddie Vedder"

"É um mistério para mim
Nós temos uma ambição que concordamos.
Você pensa que você tem o
Que quer mais do que precisa.
Até você ter isso tudo,
Você não está livre ainda.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.

Quando você quer mais do que possui.
Você pensa que precisa.
E quando você pensa
Mais do que você quer.
Seus pensamentos
Começam a sangrar.
Acho que preciso
Encontrar um lugar maior
Pois quando você tem
Mais do que imagina,
Precisa de mais espaço.

Sociedade, sua raça louca.
Espero que não esteja solitária sem mim.
Sociedade, realmente loucos.
Espero que não esteja solitária sem mim.

Tem aqueles achando, mais ou menos, que menos é mais
Mas se menos é mais, como você mantém um placar?
Quer dizer que pra cada ponto que faz, seu nível cai
É como começar do topo
Você não pode fazer isso...."

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Lisbon Revisited (1923) [New]

A versão em vídeo deste lindo poema de Pessoa, já postado anteriormente


terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ler - Luiz Fernando Veríssimo

domingo, 7 de dezembro de 2008

Ler inspira as crianças

A leitura inspira as crianças







Ensine uma criança a ler e faça um bem ao mundo.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Semaninhas Agitadas

Não deu pra postar nada ainda nesta semana, e provavelmente também não dará na semana que vem.
Eu não sei porque esse pessoal que é professor de faculdade não faz as coisas mais organizadamente: Não havia quase nada a se fazer durante 3 meses e na última semana, eles marcam 3 provas e 3 trabalhos complicadíssimos.
Eu estou ficando perdido entre estudar, fazer os trabalhos e viver.
Por isso, vou abandoná-los por alguns dias.

Vou deixar uns vídeozinhos programados para postar automaticamente, só pra não ficar vazio.
Sexta que vem acabam minhas aulas e eu volto a postar direito.

Até lá, desejem-me sorte.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Clube do Livro - Dezembro

O clube do livro agora está discutindo Crepúsculo - Stephenie Meyer

Entre agora, cadastre-se e fale tudo o que você sabe sobre este livro que se tornou sensação mundial.

Vote também nos livros que você gostaria de discutir em janeiro.

Os candidatos são:

O pequeno príncipe, Antoine de Saint-Exupéry
O príncipe, Maquiavel
O leopardo é um animal delicado, Marina Colasanti
Feliz ano velho, Marcelo Rubens Paiva
Os Miseráveis, Victor Hugo
O Pacto, Jodi Picoult
Memorial de Aires, Machado de Assis
O livreiro de Cabul, Åsne Seierstad
Guerra dos mundos, H.G. Wells
Morte e Vida Severina - João Cabral de Mello Neto


http://clubedolivro.forumbrasil.net

Entre e participe

sábado, 29 de novembro de 2008

Descrição de Bárbara




INDESCRITÍVELMENTE PERFEITA.
É amor, deu realmente só 1 linha!!

Síndrome dos Best-Sellers




Este ano, até agora, li um total de quinze livros. Destes, oito foram Best-Sellers.


A leitura de um Best-Seller geralmente é mais fácil, mais simples e mais dinâmica. Isso gera uma certa comodidade em ler sem fazer esforço.


Até aí tudo bem, mas quando voltamos para os bons e velhos nacionais, sofremos. A contagiosa Síndrome dos Best-Sellers tem sintomas diversos, que variam desde a acomodação à preguiça. É claro que não são todos os enfermos que possuem estes sintomas, mas é preciso tomar cuidado.


A beleza dos livros está na forma como somos conduzidos através deles e a maioria dos Best-Sellers, simplesmente, não faz isso corretamente.


Vamos exercitar o nosso cérebro.


Podemos malhá-lo até suar ou ficar parado deixando um "Total Shape" fazer o trabalho por nós.


Não estou dizendo, obviamente, para não lerem-nos, afinal, se são os mais vendidos, devem ter lá o seu valor e, considerando a situação atual, até revista de fofoca vale.


Leiam os livros, mas cuidado. Procure alternar entre uma leitura mais complexa e uma mais simples.


O seu cérebro agradece!

terça-feira, 25 de novembro de 2008

Falando sobre livros - O caçador de Pipas




'O Caçador de Pipas' conta a história da amizade de Amir e Hassan, dois meninos quase da mesma idade, que vivem vidas muito diferentes no Afeganistão da década de 1970. Amir é rico e bem-nascido, um pouco covarde, e sempre em busca da aprovação de seu próprio pai. Hassan, que não sabe ler nem escrever, é conhecido por coragem e bondade. Os dois, no entanto, são loucos por histórias antigas de grandes guerreiros, filmes de caubói americanos e pipas. E é justamente durante um campeonato de pipas,no inverno de 1975, que Hassan dá a Amir a chance de ser um grande homem, mas ele não enxerga sua redenção. Após desperdiçar a última chance, Amir vai para os Estados Unidos, fugindo da invasão soviética ao Afeganistão, mas vinte anos depois, Hassan e a pipa azul o fazem voltar à sua terra natal para acertar contas com o passado.



O que eu tenho a dizer?


O caçador de pipas é um típico Best-Seller. Com a leitura fácil e acontecimentos fortes em um curto espaço de "páginas", Khaled vai te levando aos pouquinhos do início ao fim. É o tipo de livro tranquilo, que você vai lendo até chegar ao fim
O seu jeito de escrever utilizando os artifícios cronológicos também é interessante em um livro em que se fala da história. Não possui um tema muito original e tenta a todo momento convencer o leitor de que há algo mais na frente, o que, por incrível que pareça, acaba sendo uma verdade. Por outro lado, o leitor é frequentemente surpreendido por sequências de acontecimentos sem ordem cronológica.



Conselho: Leia e tire suas próprias conclusões.


Construção - Chico Buarque


Uma crítica a sociedade que demonstra apenas um poquinho da genialidade deste homem.



Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego

Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado
Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego
Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo
E tropeçou no céu como se ouvisse música
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contramão atrapalhando o público

Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contra-mão atrapalhando o sábado

Por esse pão pra comer, por esse chão prá dormir
A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir
Por me deixar respirar, por me deixar existir,
Deus lhe pague
Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir
Pela fumaça e a desgraça, que a gente tem que tossir
Pelos andaimes pingentes que a gente tem que cair,
Deus lhe pague
Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir
E pelas moscas bicheiras a nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir,
Deus lhe pague

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Ler Deveria ser Proibido

Campanha de incentivo a leitura "Ler deveria ser proibido"


terça-feira, 18 de novembro de 2008

Amigo Secreto de Livros


Já é tempo de pensar nessas coisas, afinal, o natal já está próximo.
Já que Amigo Secreto/Oculto/Invisível é algo tão difundido aqui no Brasil, por que não um Amigo secreto de Livros?

Pensem só nas possibilidades:
Milhares de pessoas trocando livros e estimulando a cultura. Isso seria maravilhoso!


É claro que haverá resistência, mas com uma boa lábia, pode ser possível.


Vamos fazer com que a troca de livros seja algo tão presente aqui no Brasil quanto a troca de chocolates.

Divulguem esta idéia!

sábado, 15 de novembro de 2008

Olhos leves


A sala estava quente e abafada.
Nossas mentes sonhavam com o barulho monótono do ventilador,
que naquela manhã não esta presente:
tinha estragado no dia anterior.
Droga!
Eu queria ir para casa, mas não podia
tinha que esperar até as Onze.
O silêncio era quase tangível.
Alguns meninos estavam inquietos.
Algumas meninas estavam nervosas,
passavam a mão no cabelo,
cruzavam e descruzavam as pernas.
Todos estavam com seus rostos virados para baixo,
concentrados, suando.
Podia ver todos os topos de cabeça naquela sala, exceto de duas:
A minha própria, e a de uma linda garotinha
sentada no canto esquerdo da sala,
sem chegar a ser no fundo, mas também
longe de estar na frente.
Ela olhava, não muito discretamente,
para o colega a sua direita,
mas precisamente para o que estava em sua mesa,
mas precisamente para a questão três.
A garota percebeu que a olhava, e assustou ligeiramente.
Compreendeu minha hesitação e sorriu.
Sorrindo, ela piscou um daqueles olhos,
levemente puxados,
para mim e voltou a atenção a sua prova
me deixando estupefato.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Será que funciona?


O cano da arma estava apontado para minha cabeça,

as gotas de suor desciam por ela

enquanto eu era ameaçado de morte.

Por que fez isso?

Não conseguia responder,

tentava manter a calma enquanto ele ria.

Ria de se acabar.

Você sempre teve tudo.

Mais suor, mais lágrimas,

mais risos.

Ele era perigoso, tinha uma arma

balançava perigosamente em minha direção

e me ameaçava:

Tenho mil motivos pra te matar.

e cada um desses mil motivos surgia na minha cabeça

um por um,

mutilando a minha face com o arrependimento

não altruísta, mas egoísta,

E agora, meu amigo... dizia ele

não há lugar pra nós dois nesse mundo.

Com toda a raiva que conseguiu reunir

aquele homem fechou os olhos,

puxou a arma em direção a sua boca,

e se matou.

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Invisível


Prévia de uma obsessão entre uma instituição incompetente e um psicopata



Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha

Vocês acham que sabem de alguma coisa?

pergunte a elas e verifiquem.

Quantas vocês dizem que são?

eu as conheço pelo nome

algum de vocês, vermes, sabe a cor dos olhos dela?

Eu sei! De cada uma...

nome, idade, cor do cabelo...

do que sentem medo...

e não é de mim.

Perguntem a elas... vamos...

Não podem alegar que 45 garotinhas

sofrem de estresse pós-traumático

isso é absurdo até mesmo para vocês;

Pois digam-me, quem é o verdadeiro culpado,

Eu, que as devolvi à liberdade e alegria ou

seus pais, que tiraram isso delas?

Não posso deixar que continuem assim,

elas precisam de mim, e eu

preciso delas.

Bater em mim não resolve, mas

aproveitem em quanto é tempo,

por que em poucas horas eu sairei daqui

pela porta da frente, acenando,

enquanto vocês, abobalhados,

vão se perguntar como isso aconteceu.

Já estive aqui várias vezes antes...

eu brinquei com vocês,

e voltei apenas para rir mais.

Vocês são patéticos, não vêem a minha genialidade.

Eu não derramo sangue inocente,

por que ninguém é inocente,

e, logo, vocês verão isso.

Mas por enquanto, me limito a rir.

Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha Ha

sábado, 8 de novembro de 2008

Ela é tão...


Uma prévia de um amor entre um homem e uma menina.



Vejo aqueles pézinhos lindos,

aquele corpo rosado e pequeno,

ah, como eu queria tê-la para mim,

mas não posso, não,

nunca isso poderia acontecer,

eu sou tão velho, e ela é tão...

mas o jeito como me olha,

como se me amasse,

mas que tipo de amor?

Oh Meu Deus, me ajuda!

Tire estes pensamentos de mim,

Ela não merece alguém como eu,

ela é tão...

Tenho medo de machucá-la,

e isso vai acontecer,

mais cedo ou mais tarde...

Não posso amá-la tanto,

não posso desejá-la tanto,

simplesmente não posso... ela é tão...

Se ela sentir metade da minha dor,

já será o fim para ela,

e para mim...

o mundo foi tão injusto...

Estes olhinhos cor-de-mel,

levemente puxados,

como ela é linda.

Ninguém jamais aceitaria,

eu preciso desistir,

Mas...

ela é tão...

Não faça isso comigo!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Lisbon Revisited (1923)





Não: Não quero nada.
Já disse que não quero nada.
Não me venham com conclusões!
A única conclusão é morrer.
Não me tragam estéticas!
Não me falem em moral!
Tirem-me daqui a metafísica!
Não me apregoem sistemas completos, não me enfileirem conquistas
Das ciências (das ciências, Deus meu, das ciências!) —
Das ciências, das artes, da civilização moderna!

Que mal fiz eu aos deuses todos?
Se têm a verdade, guardem-na!
Sou um técnico, mas tenho técnica só dentro da técnica.
Fora disso sou doido, com todo o direito a sê-lo.
Com todo o direito a sê-lo, ouviram?

Não me macem, por amor de Deus!

Queriam-me casado, fútil, quotidiano e tributável?
Queriam-me o contrário disto, o contrário de qualquer coisa?
Se eu fosse outra pessoa, fazia-lhes, a todos, a vontade.
Assim, como sou, tenham paciência!
Vão para o diabo sem mim,
Ou deixem-me ir sozinho para o diabo!
Para que havemos de ir juntos?

Não me peguem no braço!
Não gosto que me peguem no braço. Quero ser sozinho.
Já disse que sou sozinho!
Ah, que maçada quererem que eu seja da companhia!

Ó céu azul — o mesmo da minha infância —
Eterna verdade vazia e perfeita!
Ó macio Tejo ancestral e mudo,
Pequena verdade onde o céu se reflete!
Ó mágoa revisitada, Lisboa de outrora de hoje!
Nada me dais, nada me tirais, nada sois que eu me sinta.

Deixem-me em paz! Não tardo, que eu nunca tardo...
E enquanto tarda o Abismo e o Silêncio quero estar sozinho!



Homenagem a um certo Pessoa.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Escorre e corre



As mãos não estão firmes,

elas tremem.

A respiração ofega,

o rosto cora,

as lágrimas escorrem

por meu rosto maltratado.

A arma é fina,

mas machuca muito.

O passado retorna,

o medo aumenta,

a coragem explode e

a raiva condena.

O filete de sangue escorre por meus pulsos,

o destino corre pelas veias.

As mãos adormecem,

a respiração fraqueja,

o rosto perde a cor,

e as lágrimas cessam.

Fim da dor,

o início dela.

Não era assim tão mal,

mas é assim tão mal.

Saída de Emergência!

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Terra de Gigantes - Engenheiros do Hawaii


Hey mãe!
Eu tenho uma guitarra elétrica
Durante muito tempo isso foi tudo
Que eu queria ter

Mas, hey mãe!
Alguma coisa ficou pra trás
Antigamente eu sabia exatamente o que fazer
Hey mãe!
Tem uns amigos tocando comigo
Eles são legais, além do mais,
Não querem nem saber.
Mas agora, lá fora
Todo mundo é uma ilha
A milhas e milhas e milhas
de qualquer lugar
Nessa terra de gigantes
Vocês ja ouviram tudo isso antes

A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes

As revistas, as revoltas, as conquistas
Da juventude são heranças
São motivos pras mudanças de atitude
Os discos, as danças, os riscos
Da juventude
A cara limpa, a roupa suja
Esperando que o tempo mude

Nessa terra de gigantes
Tudo isso já foi dito antes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes
Hey mãe!
Eu já não esquento a cabeça
Durante muito tempo
Isso era só o que eu podia fazer

Mas, hey hey mãe!
Por mais que a gente cresça
Há sempre alguma coisa que a gente
não conseque entender

Por isso, mãe
Só me acorda quando o sol tiver se posto
Eu não quero ver meu rosto
Antes de anoitecer

Pois agora lá fora,
Todo mundo é uma ilha
A milhas e milhas e milhas...
Nessa terra de gigantes
Que trocam vidas por diamantes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerantes
Mega, ultra, hiper, micro, baixas calorias,
kilowats, gigabites
Traço de audiência
Tração nas quatro rodas
E eu, o que faço com esses numeros
Eu, o que faço com esses números
E nessa terra de gigantes
Eu sei já ouvimos, tudo isso antes
A juventude é uma banda
Numa propaganda de refrigerante
HEy mãe.....HEy mãe



A música brasileira não está totalmente perdida

sábado, 25 de outubro de 2008

Clube do livro



Ainda não sabe o que é o clube do livro?
O clube do livro é um fórum destinado à propagação da Arte, especialmente a literatura, na internet.
Todo mês, discutimos a fundo um livro, desvendando os seus mistérios, tirando dúvidas sobre personagens e tornando-o mais transparente.
Enquanto isso, nas outras área do fórum, você pode discutir abertamente sobre qualquer outro livro.
Há uma área destinada aos joguinhos de fórum, para que não se misturem. Dessa forma, você escolhe o conteúdo que quer acessar.
Há também uma área destinada a discussões gerais. Futebol, Política, Economia, Sexo, humor, Cotidiano...

Você publica as suas criações e deixa os outros opinarem sobre ela, fazendo você crescer como escritor...
você lê coisas interessantes que te fazem crescer como leitor...
É uma forma interessante de ampliar a leitura entre os internautas, mostrando os livros de forma interessante e fácil de entender.

Já foi aberta a Votação para o Clube do Livro - Dezembro

Vote em um desses 10 livros para ser discutido a fundo no mês de Dezembro




Os 10 livros concorrentes são.


O bom ladrão, Fernando Sabino
Moby Dick, Herman Melville
Primo Basílio, Eça de Queiroz
Senhora, José de Alencar
Admirável mundo novo, Aldous Huxley
O pequeno príncipe, Antoine de Saint-Exupéry
O príncipe, Maquiavel
Crepúsculo, Stephenie Meyer
O leopardo é um animal delicado, Marina Colasanti
Tarsila - Maria Adelaide Amaral


Para votar, basta se cadastrar gratuitamente em:



Se você já está cadastrado, entre diretamente em




Para Novembro, discutiremos o livro

Memórias póstumas de Brás Cubas - Machado de Assis



Em Outubro, discutimos o livro

Dom Casmurro - Machado de Assis


Aproveite os últimos dias desse mês para postar suas dúvidas, descobertas ou opiniões sobre Dom Casmurro.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

A vida é um livro


Nossa vida é um livro,

onde nós somos os personagens.

Coadjuvantes ou principais,

influenciamos o todo,

com elos secretos de ligação.

Somos parte de um livro

escrito por alguem superior

com pseudônimo Destino.

Tudo é um livro,

com milhares de páginas lidas,

e milhares por ler...


Sinto como se estivessemos próximos ao clímax

e próximo ao clímax, estamos

próximos ao final.

Se próximos ao final estamos,

está na hora de começar a pensar:

qual será o próximo livro a ser lido...

ou será que novamente será lido este?


E se próximo ao final estamos,

e nem tudo tão bom está,

surge uma pergunta pertinente:

como será o final?

Trágico? Cômico?

Inesperado?

Feliz?


Viveremos as milhares de páginas finais?

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Quem vai queimar?


A música nacional ainda tem esperança



Encaixotem os livres
Desinfetem os cantos
Estuprem as mulheres
Brutalizem os homens
Despedacem os fracos
Enfeitem a moda
Sodomizem as crianças
Escravizem os velhos


Fabriquem as armas
Destruam as casas
Façam render a guerra
Escolham os heróis


Queimem as bruxas
Deixa queimar
E queimem as bruxas
Quem vai queimar?


Empurrem conselhos
Forneçam as drogas
Engulam a comida
Disfarcem bem a culpa
Protejam a igreja
Perdoem os pecados
Condenem os feitiços
Decidam quem vai morrer


Contaminem a escola
Violentem os virgens
Aprisionem os livros
Escrevam a história


Queimem as bruxas
Deixa queimar
E queimem as bruxas
Quem vai queimar?


Quem ordena a execução não acende a fogueira
(Pai, rogai por nós)
Quem ordena a execução não acende a fogueira

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Doce tentação




Aquele toque macio em meus lábios


provoca vários tipos de reação em meu corpo frágil.


Derretendo em minha língua,


fecho os olhos e me derreto junto.


O doce sabor ligeiramente amargo


penetra minha garganta me fazendo delirar


Uma nova mordida e já está quase no fim


aquela doce tentação que me faz suspirar,


porque o que eu mais quero


é mais um


e mais outro


chocolate.

domingo, 19 de outubro de 2008

Pequenas?

Na foto, Dakota Fanning recebendo um prêmio do MTV Movie Awards 2005


Saudade do Quinze Escritores



E desses olhinhos saem lágrimas e a ousadia de mentir e convencer...


mentir não, inventar, criar...


mostrar o que deve ser mostrado


esconder o que deve ser escondido.


Fazer o que muitos não conseguem,


e fazer com louvor.


E cada cena parece especial,


tão verdadeira, como se fosse real...


"o imaginário real", é como chamam.


E a espontâniedade da criança


se perde no talento do adulto...


E o talento da criança


se mistura ao profissionalismo do adulto...


Atiçam a imaginação e tornam aquilo mais real,


e sempre que o trágico se sobrepõe ao cômico,


até o mais duro coração amolece,


intimamente lamentando pela perda


daqueles cabelos morenos (outrora louros),


daquele sorriso cativante,


da vozinha fina e do olhar ingênuo...


intimamente feliz, por saber que nada daquilo é real...


Cada gota de lágrima que cai


daqueles olhinhos escuros (outrora claros)


traz consigo milhares de outras lágrimas


de olhos anônimos, que observaram-na desabar lentamente,


em algum lugar distante...


São profissionais, sabem o que fazem,


foram criadas para isso, nada mais...


Elas sabem o que fazem, ou pelo menos fingem saber...


E na tua frente, choram


e te fazem chorar,


sem ter um motivo lógico,


afinal, são apenas crianças


mentindo... mentindo não...


inventando.




Texto dedicado à TODAS as atrizes mirins do mundo que têm o seu trabalho muito pouco reconhecido pelos adultos que se consideram superiores.

Caso Estrela


Esse post é especificamente sobre o caso Lindenberg, como a mídia gosta de chamar. Eu, no entanto, prefiro chamar de caso Estrela. Por quê estrela? Bem, pelo fato de que uma estrela tem 5 pontas.
As cinco pontas dessa caso são:

LINDENBERG
Sim, ele é doente. Sim, ele tem um problema. Sim, ele agiu errado.
Não, ele não é um coitadinho. Não, ele não vai ficar preso. Não, ele não foi inteligente.
Bom, ele sofre de obsessão compulsiva por uma menina 7 anos mais nova e qualquer advogado pode conseguir que ele faça um tratamento em liberdade, afinal, ele não apresenta perigo a sociadade, somente para Eloá, etc, etc e papinho de advogado.
Ele não foi inteligente porque nenhum sequestro dentro da casa da sequestrada da certo. Não tem saída.
outra burrice foi não ter se matado... A essa altura seria a melhor saída.

ELOÁ
O que uma garota de 12 anos tem na cabeça pra namorar um cara de 19? Tá certo que entre os 12 e 15 anos ainda não temos muita malícia na cabeça. Infelizmente, teve azar de sair com o cara errado ou de ser boa demais pra ele. Não sei, um dos dois.
Coitada, ela era tão novinha... tinha uma vida pela frente

NAYARA
Com uma amiga dessas, ela não precisava de mais nada.
Não são muitas as pessoas que arriscariam a vida pra te ajudar, e essa pode ser considerada uma amiga de verdade.
Apesar da imprudência, ela teve uma atitude muito corajosa.
Ainda bem que nada de muito grave aconteceu a ela.

POLICIA
O trabalho da polícia foi bom, mas foi insuficiente. Não é incompetência, é medo. Medo de uma população revoltada. Medo de uma imprensa traiçoeira.
O que é melhor: tentar invadir e arriscar machucar alguém, ou esperar algum sinal pra entrar?
Se eles fossem mais ousados, talvez Eloá tivesse sobrevivido. Mas nós lembramos da última vez que a polícia foi ousada. Uma mulher morreu e o povo caiu matando.

IMPRENSA
A imprensa é muito estranha.
Ela fez de tudo pra tentar posar o Lindenberg de coitadinha e culpar a polícia pela morte da Eloá.
Isso é um grande erro. Em vez de tentar fazer a nossa confiança na polícia, que já não é grande, aumentar, eles fazem é disseminar o sentimento de medo e de desproteção.


Essas cinco pontas formam uma estrela.
Uma estrela que brilhou forte antes de se apagar.
Agora vamos ficar sentadinhos em nossos sofás assistindo dia após dia o que irá acontecer com o assassino, as garotas, a polícia e a imprensa. Até poucos lembrarem que um dia isso ocorreu.
Nossas vidas voltaram a rotina de sempre.
A imprensa sairá de cena.
A polícia soltará Lindenberg.
Eloá vai morrer e
a Nayara vai chorar.
Nós... vamos esquecer.
Sempre esquecemos.

sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Volte, não se vá!


Você é o sonho que sempre quis sonhar
você é a dia que eu nunca vi raiar
você é a brisa que não sopra o meu coração
você é a sombra que não refresca minha paixão.
Você é o destino que o destino não me trouxe
quem dera tão bom quanto o seu ele fosse
Você é uma lágrima que cai pelo meu rosto
quem dera da tua boca eu sentisse o gosto.

Porque nós estamos juntos, sim
mas não consigo ter você pra mim
e a agonia que eu sinto não suporto mais
Como eu queria que ainda fosse como há um tempo atrás.
A tua perfeição não me atinge como antes
e a tua calmaria mais parece uma avalanche
e o meu sorriso já não mais te satisfaz
e minha canção já não te deixa em paz.

Pra onde você foi que levou nossa paixão
meu medo é de estar jazendo em um caixão
eu acredito que um dia ela vá voltar
mas por enquanto eu não posso evitar
o choro que desce no silencio do meu sono
são como as folhas que caem no frio do outono
e a primavera dos teus beijos não estou a sentir
enquanto o inverno dos teus olhos me fazem refletir

Volta pra mim, porque as rimas não conseguem te dizer
todo esse amor que eu ainda sinto por você...
Me ame intensamente como antes, não se vá
Faça um esforcinho pra tentar voltar pra cá.

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Ele se foi


Ele é o meu melhor amigo
Ele era o homem da minha vida
Crescemos juntos
Vivíamos juntos
As vezes brigávamos
As vezes brigávamos
mas sempre fazíamos as pazes depois.
mas sempre fazíamos as pazes depois.
Mesmo assim,
Mesmo assim,
meu orgulho masculino nunca me deixou abraçá-lo
meu orgulho feminino nunca me deixou escutá-lo
e ele tinha tanto a me oferecer.
e ele tinha tanto a me dizer.
Eu briguei com ele quando deixou de ir à minha festa
Eu briguei com ele quando quis ir a festa
Mas passou.
Mas passou.
Eu queria abraçá-lo, mas não podia
Eu queria ouvi-lo, mas não podia
Eu sou homem
Eu sou independente
Fui tolo
Fui tola
Um homem pode abraçar outro homem
uma mulher independente pode ouvir um homem
e admirá-lo.
e admirá-lo.
Mas ele se foi.
Mas ele se foi.
Sem um amigo pra abraçar.
sem uma mulher pra ouvi-lo.
Abraçado com sua mulher,
Abraçada com seu amigo,
Eu deveria dizer,
eu deveria dizer,
SINTO MUITO!


MACHISMO = FEMINISMO = BURRICE

terça-feira, 14 de outubro de 2008

Mulher Filé X Pseudo-Intelectuais


Chegando da faculdade ontem, me chamaram para assistir a uma "discussão", no programa SuperPop (que eu não recomendo).
Neste, três pseudo intelectuais, sendo duas mulheres e um homem, falavam sobre a vulgaridade do "Passar o cartão" da mulher filé.

Até aí, normal.
A vulgaridade das mulheres do funk é algo muito discutido.
Uma coisa, porém, me chamou a atenção.
Após um pequeno desentendimento a mulher filé disse:

"Eu sou uma garota de 19 anos, que tenho que cuidar de três crianças pequenas. Sou eu quem ajuda em casa. Eu não estou usando drogas, eu não estou fazendo nada ilícito."

A Pseudo-intelectual replicou:

"Mas você passa a mensagem errada para as crianças."

E a mulher filé:

"A novela das oito mostra sexo e a minha sobrinha de cinco anos assiste, mas ninguém fala mal desse programa."

A Pseudo-intelectual, em toda a sua ignorância, terminou o assunto com uma frase absurda:

"É só você desligar a TV"


Nunca tinha pensado dessa maneira, confesso, mas essas garotas do funk têm família que precisam sustentar. O nosso país tirou de muitas a oportunidade de estudo e deixou a favela, do jeito que ela está hoje.

De fato, elas não fazem nada de ilícito. E não se vêem crianças com menos de 10 anos em um baile funk.
Entretanto, há crianças de menos de 10 anos assistindo às novelas e sendo bombardeadas com mentiras, enganações, atitudes anti-éticas e muito sexo.


Antes de criticar, é preciso conhecer.
Há, e não se deve negar, muito preconceito quanto à inteligência das mulheres do funk, mas ontem a mulher-filé fez questão de provar o quanto estamos errados e que os Pseudo-Intelectuais as vezes são os mais ignorantes.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Contra-capa


Veja a capa, a contra capa, a orelha e os marcadores no álbum do meu orkut
http://www.orkut.com.br/Album.aspx?uid=2235721951157543798&aid=1216018875


Os erros de David simplesmente acabaram com a sua vida, e o que é pior, com a vida de muitos dos quais ele amava. Tudo que lhe restara foi Bárbara. Agora, ele está escrevendo as suas memórias para que as pessoas possam compreender que as situações são criadas e vividas, mas não são escolhidas. Isso porque é difícil para ele decidir o que aconteceu de pior em sua vida. Ele não foi a melhor das pessoas e realmente não espera que gostem dele. Mas é incrível como alguns assassinatos transformam as pessoas. Ainda mais quando afundam alguém no obscuro mundo das drogas. Ele busca redenção e tenta, desesperadamente, concertar o fato de nunca ter dito “eu te amo” às pessoas que amava.


Memórias de um Adolescente é uma narrativa envolvente que relata os caminhos até a perdição de um garoto supostamente promissor. Aborda a questão dos conflitos emocionais e das indecisões da vida. Trazendo a tona temas polêmicos, o livro nos leva a pensar sobre como deixamos a nossa vida ser levada por preocupações inúteis e não paramos para aproveitá-la, acreditando cegamente que ainda teremos tempo para fazer isso.


LANÇAMENTO DIA 5 DE AGOSTO

sábado, 24 de maio de 2008

Finalmente, o livro

Primeiro, eu peço desculpas por ficar tanto tempo sem entrar no blog e responder os comentários. Eu vou fazer isso quando tiver um pouco mais de disponibilidade.


Mas esse post não é sobre isso...


Tenho muito orgulho de dizer que o meu livro vai sair finalmente.


Já está tudo acertado com a editora e em dois meses a arte final chega.


Ao longo desses dois meses eu vou postar de vez em quando alguma coisa sobre o livro.


Os textos também serão de alguma forma relacionados à história de "Memórias de um Adolescente" só para dar um gostinho.(Não são spoilers, apenas textos independentes com assuntos relacionados.)


Espero que gostem.

Abraços.



Muito tempo foi perdido com joguinhos psicológicos.

Evitei ao máximo demonstrar o quanto a amava,

E, agora, cada lembrança sua me machuca como cem facas em brasa

Como te deixei ir?

Todas as minhas infantilidades,

todo o meu egoísmo,

toda a minha arrogância:

tudo convertido em tristeza.

E agora minhas mãos se fecham sobre o vazio.

O vazio da solidão.

O vazio da certeza

de que nunca mais te verei de novo.

Porque você não sabia que era tão importante pra mim

e eu também não sabia que você era tão importante pra mim.

É tarde demais.

a Morte nunca volta atrás.

terça-feira, 22 de abril de 2008

À espera de um dia perfeito


O tempo passa devagar.

A respiração ofegante machuca,

os olhos se fecham

e se abrem

infinitamente contando

os segundos que não passam.

A agonia da espera envolve meu corpo

e eu sinto a brisa inexistente do domingo.

Espero um sinal, por menor que seja

para partir... em busca da felicidade

em busca de meu amor...

em busca de um dia perfeito:
outro dia perfeito

junto dela.

quarta-feira, 2 de abril de 2008

Beco incógnito


Risadas ecoam por aquele beco escuro,
e seu rosto enrubrecido se faz presente.
Sentados frente a frente, com os pés se tocando,
nossos olhares se cruzam, e o sorriso desaparece:
a impossibilidade daquilo tudo torna real
e a esperança se esvai.
As mãos sobrepostas aceleram nossos corações.
O sangue de seus olhos escorre como uma lágrima:
machuca. Impede.
Dócil, afago seu rosto inconsolável,
ali, naquele beco,
onde ninguém pode nos ver,
ninguém pode nos ouvir,
cada respiração sua faz o ar se tornar mais sólido.
Salubre e doloroso, mas desejável.
Palavras não são necessárias.
A escuridão do momento nos envolve,
e os meus lábios encostam nos seus
por alguns segundos...
Você foge...
para sempre.

quinta-feira, 27 de março de 2008

O analfabeto político


O pior analfabeto
é o analfabeto político,
ele não ouve, não fala,
nem participa dos acontecimentos políticos.
Ele não sabe o custo da vida,
o preço do feijão, do peixe, da farinha,
do aluguel, do sapato e do remédio.
Dependem das decisões políticas.
O analfabeto político
É tão burro que se orgulha
e estufa o peito dizendo
que odeia política.
Não sabe o imbecil que,
da sua ignorância política
Nasce a prostituta, o menor abandonado,
e o pior de todos os bandidos,
que é o político vigarista,
Pilantra, corrupto e lacaio
Das empresas nacionais e multinacionais.


Por Bertold Brecht




Quer ajudar o seu país(o nosso país) a ser melhor.

TRANSFORME A SUA INDIGNAÇÃO EM AÇÃO!!!!!!!!!



Junte-se à nossa causa!


O Movimento Voluntário Política Aberta defende que a capacidade de reivindicar a Reforma Política é inúmeras vezes ampliado quando as mobilizações acontecem em todas as regiões do Brasil e das mais variadas formas. Seremos ignorados até o momento em que não queremos ser ouvidos!


Entre aqui: http://www.politica-aberta.blogspot.com/ e saiba mais sobre como fazer do Brasil um país melhor.


Não seja mais um imbecil, não seja um analfabeto político.

quinta-feira, 20 de março de 2008

Fantoches e mentiras


Bons velhos tempos aqueles,
em que tinhamos uma amizade inquebrável.
Mas as vezes quebramos o inquebável, certo?
Pintávamos nossa vida do nosso jeito,
vivíamos juntos como irmãos.
Nada é tão cruel quanto uma criança,
e naquele dia nublado, fomos jogados
para bem longe um do outro.
E nunca mais teremos aquela amizade inquebrada
Eu fui incapaz de aceitar o que você disse,
eu era criança e não pude enxergar,
mas nunca esqueci do seu sorriso
e da chama dos seus olhos.
As vezes temos que ser cruéis para ser gentis,
sentimentos que não passam
de fantoches e mentiras.
O tempo passou e memórias morreram
estou escrevendo isso para diminuir minha dor
Você via melhor que eu,
que nunca fomos feitos um para o outro.
A amizade se partiu
e não existe outra pra mim.
Essas memórias me fazem chorar.
Você pode me perdoar?
Quero voltar àqueles dias,
naqueles bons velhos tempos

sábado, 15 de março de 2008

Clube dos Canalhas

MATANZA - TO HELL WITH JOHNNY CASH



Vai chegar de madrugada e ela vai querer saber

Onde foi, aonde esteve, o que foi fazer

Mas à todas as perguntas sabe responder

Tem um plano A e tem um plano B



Se você nunca se contradiz

Não abre mão do que te faz feliz

Se não há nada que abale sua paz

Já nasceu sabendo como é que se faz

e tudo segue do jeito que sempre quis



Temos um sócio no Clube dos Canalhas

Não admitimos que apontem nossas falhas

Queremos todo dia tudo isso que a vida tem de bom

Farra para tudo é um bom remédio

Só um idiota completo morre de tédio

Queremos todo dia tudo isso que a vida tem de bom



Sabe o quanto é importante não dar muita explicação

Não há nada de extraordinário na situação

O segredo do sucesso é a moderação

ter um dia sim e ter um dia não



Se você nunca se contradiz

Não abre mão do que te faz feliz

Se não há nada que abale sua paz

Já nasceu sabendo como é que se faz

e tudo segue do jeito que sempre quis



Temos um sócio no Clube dos Canalhas

Não admitimos que apontem nossas falhas

Queremos todo dia tudo isso que a vida tem de bom

Farra para tudo é um bom remédio

Só um idiota completo morre de tédio

Queremos todo dia tudo isso que a vida tem de bom







Musica: Clube dos Canalhas
Artista: Matanza

domingo, 9 de março de 2008

Garota esperta


Ela era uma garota esperta. Muito esperta.
Namorava com um cara que fazia tudo por ela:
O amor de sua vida.
Ainda assim ela se encontrava com outro.
Um dia ele descobriu.
Ela implorou por perdão.
Ele devolveu com desprezo.
Mesmo muito tempo depois,
vários outros relacionamentos depois,
ela ainda estava infeliz.
Frustrada porque encontrou o amor da vida dela
e o deixou escapar para sempre.
Garota esperta essa, não?





Traição: sempre termina trágicamente.
(filme Infifelidade)

Helder + Aninha




Ganhei dois selos dessas duas pessoas do título: Hélder o Míope, e a Aninha


Vou indicar

quinta-feira, 6 de março de 2008

Para a minha irmã.

"Para a minha Irmã" de Jodi Picoult

Sinopse na contra-capa:
«Anna não está doente, mas bem poderia estar. Aos treze anos e idade já passou por várias operações, transfusões e injeções para ajudar a irmã, Kate, que sofre de leucemia. Anna nasceu com esta finalidade, disseram-lhe os pais, e é por isso que eles a amam ainda mais. Mas agora ela não pode deixar de se questionar sobre como seria a vida dela se não estivesse presa à irmã... e toma uma decisão que, para a maioria das pessoas da sua idade, seria quase impensável.»

Se dependesse de nós salvar um familiar próximo, a nossa irmã que tanto amamos, não hesitaríamos em doar sangue, medula, até um rim... mas essa seria uma escolha nossa, não seria a escolha que outros fariam por nós. Anna, a protagonista desta narrativa, sente-se dividida entre ajudar a irmã que está a morrer e as dúvidas sobre a sua própria existência nesta família visto que foi gerada com o fim de salvar a irmã a quem foi diagnosticada uma forma grave de leucemia. Mais um livro desta autora que aborda um assunto polêmico e emocionalmente perturbante. Mais uma leitura que nos prende da primeira à última página... e com um final surpreendente e dolorosamente inesperado!
.
«Se usasse um dos seus filhos para salvar outro, estaria a ser uma boa mãe... ou uma péssima mãe?»


Esse livro da Jodi em 2009 será um filme. Os atores serão Sofia Vassilieva (Eloise no Plaza), de 15 anos, fazendo o papel de Kate e Abigail Breslin, de 12. Breslin, indicada ao Oscar no ano passado por Pequena Miss Sunshine, será Anna, a menina que decide processar os pais, exigindo emancipação. Eles a conceberam através de combinação genética com o intuito de prolongar a vida da irmã mais velha (Sofia), que sofre de câncer. Cameron Diaz (As Panteras) será a mãe das garotas, uma advogada que vai a corte se defender; Alec Baldwin (Os Infiltrados), o advogado da menina. O roteiro ficará a cargo de Jeremy Leven e a produção será de Mark Johnson, também parceiros em Diário de Uma Paixão, outro filme dirigido por Cassavetes.



Taí uma boa indicação

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Daltônico?

Uma pessoa sem daltonismo vê o número 8 aí em cima, eu não vejo nada, só um monte de círculos coloridos que não fazem nenhum sentido.


Hoje eu descobri que eu sou daltônico...
Oo'
Nada de muito sério, na verdade eu comecei a desconfiar quando, na infância, a professora brigava comigo porque eu pintava a bandeira do Brasil com o lápis vermelho, mas eu jurava que tava verde.
¬¬'
Eu sei o que é verde, e sei o que é vermelho. Quando eles estão separados eu sei quem é quem. Se a cor for forte eu também sei diferenciar, mas se elas estiverem juntas e fraquinho, pra mim é tudo igual.

Pra mim isso es tudo na mesma cor

O médico disse que se embaralhar as cores do semáforo eu não saberia dizer quem é quem, mas eu consigo sim. Médico burro.
Sei lá, é estranho mas nunca me atrapalhou em nada. Não é tão forte, é quase inexistente.

^^

Um cara me contou de um amigo que via tudo em preto e branco. Não sei se era verdade, mas seria, no mínimo, interessante. Que nem o homem que via tudo de cabeça pra baixo, ou a esquerda na direita. Existem um monte de casos estranhos como esse.


CURIOSIDADES SOBRE O DALTONISMO

- O daltonismo pode representar uma vantagem evolutiva sobre as pessoas portadoras de visão normal, tal como descrito num artigo publicado pela BBC Online. [2]
- Uma pesquisa feita por cientistas da Universidade de Cambridge demonstrou que algumas formas de daltonismo podem, na verdade, proporcionar uma visão mais aprimorada de algumas cores.
- Durante a 2ª Guerra Mundial se descobriu que os soldados daltônicos tinham mais facilidade para detectar camuflagens ocultas na mata.
- Os daltônicos possuem uma visão noturna superior a de uma pessoa com visão normal.
- Eles também são capazes de identificar mais matizes de violeta que as pessoas de visão normal. - A maioria dos daltônicos não sabe que possui esta anomalia.
- A percepção das cores varia muito de uma pessoa com daltonismo para outra.
- O pintor Vincent van Gogh sofria de daltonismo.
- A incidência de daltonismo é maior entre os descendentes de europeus.
- Os daltônicos vêem, em média, entre 500 a 800 cores.
- Normalmente as cores prediletas de quem tem esta alteração genética são o azul(A minha) ou roxo, por serem cores vivas.
- Para os daltônicos o arco-íris não possui 7 cores.


Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Daltonismo

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

And the oscar goes to...


Jon Stewart. Muito animado com ele. Não to falando mal da Ellen DeGenneres, mas acho que ele foi melhor. Obviamente a Academia deve ter achado a mesma coisa porque voltou com ele esse ano(Já havia apresentado em 2006).


Não houveram muitas supresas no geral. Apesar de Tilda Swinton ter sido, talvez, a maior supresa da noite, não acredito que tenha sido injusto. Ela estava muito bem no filme conduta de risco.


O que falar sobre Marion Cotillard? Com aquela voz e aquela interpretação, era meio difícil o Oscar ir para outra pessoa.


O que falar sobre Ultimato Bourne? É um filme pra quem gosta de se sentir dentro do filme. Tanto que levou três técnicos.


O que falar sobre Ratatouille? Só que eu era capaz de apostar a paz mundial que ele ia vencer. Nunca vi um filme de animação com um acabamento tão perfeito quanto esse, . SEm falar que a história é muito boa.


O que dizer sobre "Onde os fracos não tem vez"? Falar simplesmente que foi o melhor filme de 2007 não é suficiente. É só assitindo pra saber o arrepio na alma que o filme passa.


O que dizer sobre a melhor canção? Simplesmente que, talvez, tenha sido o segundo Oscar mais merecido(depois do de ratatouille). Ficou fácil para Falling Slowly de Once enfrentando três músicas, na minha opinião, chatinhas de "Encantada".


Esse ano eu não considero ter tido injustiça. Todos os concorrentes estavam mais ou menos no mesmo nível. Ainda bem que não aconteceu como ano passado que cometeram várias injustiças dando o Melhor Diretor para Scorcese e melhor filme para Os infiltrados, além de praticamente ignorarem Abby Breslin que atuou muito melhor que a Jenny Hudson. As vezes parece que o pessoal da academia tem um tipo de panelinha ou preconceito, sei lá. Ainda bem que esse ano isso não aconteceu.



Bom, Oscar é isso aí, agora é esperar o próximo ano e torcer para que esse ano tenha filmes tão bons quanto esse.

=)

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Desmascarando os argumentos feministas.


A gente não prefere os canalhas... O problema é que só existe esse tipo de homem.


Mentira. Os cafajestes, os pegadores, são minoria entre os homens. Os cafajestes geralmente são os que se destacam. São os chamados "machos alfa". São eles que as mulheres escolhem na maioria das vezes. E para alguém se destacar, outros tantos precisam passar despercebidos. Não tem como todos se destacarem juntos, isso é óbvio. E a mulher quer sempre o “melhor” possível (no critério doentio delas, é claro).Como as mulheres só se relacionam com esses "destacados" metidos a fodões e são invariavelmente traídas, cria-se uma ilusão de que todos os homens são cafajestes. Enquanto isso, milhões de homens bons, fiéis e decentes, mas que não são "sedutores" como os cafas, ficam sozinhos em casa. Quando o tal "bonzinho" é rico, acaba se casando com uma vadia que o desprezava no passado e passou a juventude inteira saindo com os cafas. Ela então depois de se divertir adoidada consegue um otário para sustentá-la.


É muito mais fácil um homem trair do que uma mulher


Mentira. Mulher tem o desejo masculino a seu favor. Não precisa fazer nenhum esforço pra a mulher sair traindo, é só oferecer que vão ter vinte homens querendo. O homem precisa de muita mais esforço para conquistar a mulher e nenhum homem comprometido vai arriscar o compromisso por 'qualquer uma'.


Pq homem que transa com todas é garanhão, mas mulher que transa com todos é puta?


Resposta: Quem dá o título de garanhão a este homem que transa com todas são justamente as mulheres, que preferem os homens que transam com muitas.


Homens ganham salários mais altos do que mulheres


Mentira. A maioria dos fatos apresentados para comprovar esta hipótese não passam de comparações tendenciosas que excluem ou ocultam dados, tais como a diferença de obrigações, de exposição aos perigos, de localização, de época ou o tipo de vínculo empregatício levados em consideração para ambos os gêneros. É claro que, se eu comparar o salário de um homem que faz um trabalho perigoso em uma fazenda com o de uma mulher que faz um trabalho mais salutar em outra, e que ainda por cima pague menos aos seus empregados, encontrarei diferenças salariais significativas. Ninguém questiona a origem e idoneidade dos dados apresentados pelas feministas e aí está o problema.


A presença de homens heterossexuais no poder é uma prova de que eles são opressores históricos das mulheres


Mentira. Os homens usurpam e se mantém no poder para oferecer os benefícios do mesmo às suas mulheres e amantes, enquanto eles se expõem aos perigos e ficam com a parte pior. Os homens exercem o poder enquanto suas mulheres desfrutam e exploram os benefícios do poder. Nenhum homem heterossexual fica no poder desacompanhado, está sempre acompanhado por várias mulheres. E são elas próprias que sempre preferem os poderosos e desprezam os humildes desfavorecidos economicamente. Portanto, são as mulheres que mantém os homens no poder ao premiar os mais gananciosos e desprezar os demais.


“A clitoridectomia é uma prova de que as mulheres são oprimidas pelos homens”


Mentira. Em primeiro lugar, ela é uma prática cultural na qual as mulheres mais velhas (e não os homens) possuem participação ativa. Em segundo, a circuncisão também é uma forma de mutilação mas ninguém se compadece dos circuncidados simplesmente porque eles são homens.


A palavra 'vadia' é uma expressão preconceituosa


Mentira. Somente pensa isso quem nunca abriu um dicionário. Procurem o significado desta palavra no dicionário Michaellis ou Aurélio. Significa simplesmente isso: uma pessoa desocupada. Se usar esta palavra é crime, então todas as mulheres que chamam os homens de CANALHA ou CAFAJESTE devem ser presas. Chamamos de vadias mulheres que brincam com sentimentos masculinos.


"A religião islâmica oprime as mulheres"


Mentira. A religião islâmica exerce um rigor muito mais pesado sobre o comportamento dos homens do que sobre as mulheres. A pornografia, o álcool e muitos outros prazeres tipicamente masculinos são completamente proibidos. O homem islãmico tem a obrigação de sacrificar-se pelas mulheres e de atender às suas necessidades materiais.'


“A burca é uma prova da opressão islâmica sobre as mulheres”


Mentira. A burca visa proteger as mulheres das intempéries climáticas, das violações sexuais durante as guerras e é também um traje cultural. Mesmo após a obrigatoriedade de seu uso ser suspendida, as mulheres continuam a usá-la.


Vocês preferem as bonitas e as virgens


É claro. Vocês não preferem os que tem mais dinheiro e fama, desprezando os barrigudos, pobres, tímidos e que andam a pé? Se ter preferência for preconceito, então vocês mulheres são todas preconceituosas.


"Os homens nunca permitiram que as mulheres desenvolvessem o intelecto e o raciocínio."


Mentira. Não fomos nós que impedimos isso, foram elas próprias que sempre preferiram assim, já que sempre gostaram de fugir de tudo o que é cansativo. Elas não exercitavam o raciocínio sobre a maioria das coisas, principalmente quando esse raciocínio era cansativo e desagradável, porque nós raciocinávamos para elas, enquanto elas ficavam livres para racionar nas únicas questões que sempre lhes interessaram: as questões do amor e de como manipular o homem para fazer o que elas querem. Por causa disso, elas se tornaram extremamente calculistas, frias e racionais nas questões amorosas mas não em outras questões, para as quais apresentam dificuldade. Não é por uma incapacidade cerebral, neurológica ou genética mas simplesmente por uma especialização histórica.


Eu não sou assim, minhas amigas também não são. Portanto o seu argumento é falso


Errado. Os fatos apresentados foram obtidos através da experiência de várias pessoas, de vários lugares, com várias culturas diferentes. Em outras palavras, aqui temos uma amostra contundente do comportamento feminino visto sob vários pontos de vista. E há sim alguns padrões comportamentais apresentados pelas mulheres que se repetem em várias regiões e culturas distintas.E são através dessas observações sob diferentes óticas que podemos chegar à conclusão que o comportamento denunciado por nós não se trata de uma exceção ou de um caso isolado, mas sim de um comportamento bastante comum entre as mulheres de hoje em dia. Ou seja, se trata de uma regra. A exceção não faz a regra. Lembre-se disso.





Até hoje eu não consegui ouvir um argumento que me prove o contrário. SErá que aqui eu consigo?

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Não importa


Os momentos que passamos juntos,
a vida que planejávamos ter,
o presentes que prometemos trocar:
Nada disso importa mais.
Aquele fim de tarde na praia não é mais tão alegre,
soa triste como o dourado que desce lentamente.
A música no rádio permanece incontrolável,
e os olhos marejam ao som de seus lírios.
São como flores mortas, lindas e infelizes,
acabadas pelo tempo.
Com os pés na areia e andando solitário,
com o vento as minhas costas levantando os meus cabelos,
seguindo em direção ao infinito,
sem saber onde encontrá-lo,
porque nada disso importa:
É o fim pra nós.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008

Aos doze

Em busca da felicidade, com AnnaSophia e Cayden


- É legal estar aqui com você.


Ele teve coragem de revelar isso, mas ela não. Em vez disso apenas sorriu.


Olhavam para as estrelas deitados, lado a lado, na grama.


- O que vai acontecer quando eu me for?


Os labios da garota mexiam enquanto a lembrança dos 10 anos que ela conseguia se lembrar passavam em sua mente. Passara com o menino ao lado todos os bons momentos de sua vida, e supunha que ele estava lá, mesmo antes dos dois anos.


- A gente nunca mais vai se ver?


Era esse o temor. Um temor em comum, mas ele teve coragem de revelar isso, ela não. Em vez disso segurou o choro.


- Eu não quero que você vá.


Ela também não queria ir, mas não queria dizer.


- Você estava certa.


Dessa vez, não foi "garota" o suficiente para esconder seus sentimentos.


- Eu não estava. Eu estava errada.


Lágrimas escorriam no rosto dela. Mas ele foi "garoto" o suficiente para reprimí-las.


- E se nunca...


Era verdade. Ele amadurecera mais rápido. Não a deixou terminar a frase. Virara-se e beijara sua boca.


O que dizer? São crianças de doze anos se despedindo.


Não são?


Não são?


Ela se foi no dia seguinte e eles nunca mais se viram novamente, mas nunca esqueceram daquela despedida aos doze.

Pela primeira vez na vida ela admitiu estar errada. Ele amadurecera mais rápido.

7 Coisas que você deveria saber sobre Ivan(Scheidex)

De: Helder, o miope


7. Aracnofóbico

Sim, podem zoar a vontade. Eu tenho medo de aranhas. Não dessas de casa, das grandes e peludas, com 8 patas vermelhas e vorazes e 8 olhos leitosos e sedentos por sangue. Pode colocar uma cobra, um escorpião, um leão, um rinoceronte, um elefante, uma ariranha, um lobo faminto, um urso feroz na minha frente que eu encaro, mas não me venham com aranhas... ¬¬'

6. Amante dos animais

Tirando as aranhas, eu adoro os animais. Já falei pra Bárbara, na minha casa vão viver cachorros, gatos, passaros, ramsters, peixes e todo o tipo de animal doméstico possível. Também gosto dos pinguins e dos ursos polares.

5. Amante de crianças

Querto ter 12 filhos e, é claro, condição pra cuidar deles. Casa com criança é casa divertida. Eu gosto de diversão.

4. Jogo lixo no lixo

Não sei porque, acho que é mania, mas não consigo jogar lixo fora do lixo. Isso vem desde criança. Eu sempre guardo no bolso até encontrar algum.

3. Amante obcecado de Filmes

Acho que só o título é capaz de dizer tudo. Na verdade isso começou depois que minha mãe se separou do meu pai, há uns 10 nos atrás. Desde então eu assisto 3 filmes todo sábado. Eu já assisti tantos filme, mas tantos filmes que sou capaz de prever o final da grande maioria. Eu vi muito filme ruim também, e isso é bom, porque aumentou minha percepção sobre o que é bom. Não perco um oscar.

2. Escritor não praticante

É. Felizmente eu estou mudando isso, mas antes eu tinha uma preguiça de escrever impressionante. ^^

1. Scheidex...

Eu não sei, mas acho que muitas pessoas já se perguntaram da onde surgiu o nome Scheidex. Bom, não é nada em alemão ou em nenhuma língua. Na verdade, essa palavra nem existe. A muito tempo atrás, quando eu ainda era um jovem minduin "um cara" disse que eu parecio o Scheidt. Sim, o jogador. Durante um tempo todos me chamavam de Scheidt. Então, veio a moda do "ex". Fodex, Fudidex, Bolex, Galerex e coisas assim. Aí ficou Scheidex. ^^



eu passo pra quem quiser responder.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Balto

Estátua de Balto erguida no Centra Park, em Nova York


Quem nunca viu em uma manhã de sábado na globo aquela velha história do cachorro vira-lata metade lobo metade husky siberiano que salva todo mundo?


Pois é. A pouco tempo atrás eu descobri que aquela história é real.





Balto(nascido em 1922, falecido em 14 de março de 1933) vivia na cidade de Nome, no Alasca. Em 1925 houve uma epidemia de difteria em Nome, e que se alastrou entre as crianças da cidade. Por causa das nevascas que bloquearam todos os meios de comunicação, era impossível a chegada de medicamentos. A única solução para obter os remédios seria a utilização de um trenó puxado por uma matilha de cães e liderado por Balto. O condutor Gunnar Kaasen percorreu 1600 quilômetros para chegar à Nenana e voltar com as antitoxinas.
Uma estátua de Balto foi erguida em Nova Iorque para homenagear todos os cães que participaram da corrida.

Em 1995, a Universal Pictures lançou um filme de animação chamado Balto, inspirado nos acontecimentos de 1925







Taí a prova de que os cães são realmente os melhores amigos do homem. Independente de estarmos destruindo o planeta em que eles vivem(que por acaso também é o nosso), eles sempre estão lá para nos salvar e fazer companhia nas tardes entediantes.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Um dia comum


Um dia comum.

Um ponto de ônibus.

Uma bala perdida.

Um homem no chão.

Uma família a chorar.

Um povo a comentar.

Um povo a esquecer.

Outro dia comum:

O mesmo.



Contra a banalização da VIDA

+ e + Selos




Recebi mais dois selos da Aninha.
Vou indicar:
Cackau Loureiro: Café com creme
Abraços

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

Dia de Agonia



31 de janeiro de 2008



São quatro horas da manhã.
A escuridão envolve meus olhos,
mas tudo parece tão claro.
Sem conseguir fechar os olhos,
sem conseguir dormir.


São oito horas da manhã.
A frustração envolve meu corpo.
Malditos espalhadores de boatos falsos.
A ansiedade tira água das minhas mãos.


Meio Dia.
Saiu? Ainda não!
Era só isso que falavam,
era só o que comentavam...
Um leve tremor passava por mim.
Por que está demorando tanto?


Cinco horas da tarde.
Até agora?
A ansiedade dá lugar ao desespero,
o coração acelerado...
A qualquer momento...
Nada na rádio, Nada no jornal, Nada na internet...
Todo mundo no escuro. Ninguém sabe.


Cinco e Meia.
Meu mundo parou.
Ansiedade, Desespero... Agonia.
Droga! Que maldita enrolação!


Cinco e Cinquenta.
Um arrepio estranho,
um frio na barriga:
Começaram a falar...


Seis e dez
E ai? Não sei, ainda não chegou no meu...
Olha aqui...
onde?
aqui...


Seis e doze.
Todos, em um raio de dois quilômetros e meio, me ouviram:
PAAAAAAAAAAAASSEEEEEEIIIIIIIIIIIIIIIIIII !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!AHHHHHHHHHHAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHH



O dia mais longo da minha vida... O mais agoniante... O mais feliz.

+ SELOS


REcebi mais dois selos da grande Ana Fernandes.
Um é o "Eu tenho um Blog de Elite" e o outro é "Esse blog é show de Bola."
Vou ter que repassar... Então lá vai.
Joyce Carla(Baby) : Saindo de dentro da caixa


Abraços...