O que você achou da capa do livro "Memórias de um adolescente"

quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Mãe...


Um feixe de luz branca penetrou meus olhos com ardência...
Senti braços fortes me segurando e me virando,
tentei falar... Não consegui.
Senti que de minha boca saia uma voz
(que não era minha)
que me irritava, mas não podia parar
sentia-me mal naquela posição.
Lentamente, os braços me reposicionaram,
transferindo meu corpo mole e frágil
para alguém mais cuidadoso.
Ali, senti-me bem.
Mãos carinhosas me abraçavam.
Eu era coberto de calor humano.
Lábios delicados encostaram em minha cabeça.
Ali, senti-me protegido.
Ainda não conseguia abrir os olhos,
mas já não chorava mais, a dor passara,
tudo de ruim se fora.
Intimamente prometi:
seja de quem for as mãos que
naquele momento envolveram meu corpo
em um torpor de tranquilidade infinita,
eu nunca a deixaria.
Mesmo sem vê-la, sabia que era uma pessoa boa
sabia que poderia contar com ela para tudo
sabia que ela sempre,
sempre,
estará comigo.
Chamei-a de Mãe.

14 comentários:

Loh_rayne disse...

lindo texto !

Acho que deis de a hora do nascimento a hora da nossa morte achamos isso !

Mãe;pode não ser a mais perfeita de todas !
Mais sempre sera um anjo que Deus colokou em nossas vidas, para nos ajudarmos a ser anjus no dia do amanhã !

:*
Tava com saudades daqui *______*

Mila disse...

Ivan!!!
Lindo isso!!!!
Vim retribuir a tua visita e adorei teu espaço!!!
Volte sempre!!!
Beijos Mila

Ana Fernandes disse...

Fiquei imaginando esse bebê foofo demais pensando isso ehehehe.
gostei.
beijos.

Anônimo disse...

CLAUDINHA(*)
MUITO CUTE ISSO!!!!!!
viva as nossas mamaes pq sem elas o q seria de nos hahahha
bjoks!=*

inutilia sapiens disse...

perfeito texto!
mãe...
palavra mais forte que já ouvi, mais forte que conheço!
agradeço as palavras lá no comentário, voltarei!
lisonjeado fiquei!
abraço, rapaz de belas palavras!
gostei do acerca de mim...
eu sou assim ao meemo tempo que me mostro me escondo, vario!

Pathy disse...

realmente profundo

Pathy disse...

realmente profundo

Aninha disse...

q texto lindo
acho q eu qro ser bebe d novo, ai minha mae me proteje d td
rs
=P

Thaís disse...

Quando eu penso na palavra mãe, penso que não existe palavra mais completa, uma colher cheia quase derramando de um sentimento puro que não tem significado, não há tradução...
Maior, maior que o amor!Infinito!
Quando li seu texto pensei na palavra filho.

Devo ter me complicado.respiro.
Texto lindo!

Batom Cor de Rosa disse...

Mãe é mãe.. e ela sempre estará conosco, no nosso coração! :)
beijos

mADAME F. disse...

http://www.faraway.blogger.com.br/

Não tinha visto seu comentário no meu blog. Estranho... :/

Podemos nos linkar?



Cheiro.

Arthur Araújo disse...

Mãe é mãe né? Ja add seu link.

flw

Kielma Farias disse...

Perfeito o texto muito bom mesmo
mãe não existe ser igual nem amor maior.

ImaGINE disse...

mãe, mãe, mãe...
td q é preciso...
não falta mais nd

beeeejo